Home Pesquisar Úteis Ambiente Astronomia Recicle Cidades Dinossauros Anuncie Noticias Fale Conosco

    Serviço
 
O que é Astronomia
Plutão
Mercúrio
Vênus
Terra
Lua
Marte
Ceres
Júpiter
Saturno
Urano
Netuno
Caronte
Xena
Cometas
Galáxia
O Sol
Asteróide
 

     Gerais

 
Sistema Solar
Formação do Sistema Solar
Novo Sisttema encontrado
Galeria de Fotos
Isaac Newton
Galileu Galilei
Nicolau_Copérnico
Edmund Halley
Teorias de Isaac Newton
Cinturão_Kuiper
Meio Interestelar
Teoria Sobre Estrelas
Eclipses do Sol e da Lua
Hambúrguer de Estrela
Nascimento Super Nova
Colisão de Galáxias
Extraterrestre
 

     Novidades

 
Noticias de ciências
Diâmetros e massa
As 50 estrelas mais brilhantes
Buraco Negro
Leônidas
Quaosar
Quasar
Radiação Solar
Astronomia na Antiguidade
Chuvas de Meteoros
Curiosidades da Terra
Ozônio
Radiação
Forças gravitacionais
Sites de Astronomia
Fotos recentes
Simulação do Eclipse

 

    Gerais
 
Árvore
Bolsa de valores Dólar Euros
Carta ao Leitor
Ciência
Culinária
Desaparecidos
Descobrimento do Brasil
Emissoras de Rádios
Endereços Úteis
Historia do Brasil
Globalização
Lixo Recicle
Mandamentos
Mapa do Brasil
Meio Ambiente
Mulher
Musicas
Paises
Plantas Medicinais
Piadas
Política
Olimpíadas
Sexo
Site uteis
Truques do amor
Vídeos
Jogos
Noticias Gerais
Nossa Historia
 
 

 

  JUPITER Veja animação de Júpiter


Obs: se não consegue visualizar o vídeo abaixo, instale outro explorer ou configure o seu.
 
This text will be replaced

 

O maior planeta do sistema solar, mil vezes maior que a Terra, Júpiter é um dos gigantes gasosos, constitui um globo envolvido de pó e gás hidrogênio, estando numa fase de evolução muito atrasado, parecido com a Terra no início de sua formação. Abaixo imagem dos anéis de Jupiter, bem tênues, tirados pela sonda Galileo.

Júpiter tem seus valores de massa, diâmetro e volume muito maiores do que qualquer planeta do sistema solar, mas mesmo gigante, sua massa é muito pequena, sua densidade é 4 vezes menor do que a Terra!!, ou seja, muito pouco superior a água, isso se explica porque ele é um planeta praticamente formado de gases!

Encontrado um planeta maior que Jupiter.

Estudos demonstram que que o planeta emite muito mais energia do que ele recebe do Sol, o fortíssimo calor interno do planeta nem chega a aquecer as mais altas atitudes da atmosfera. As missões Voyage estudou e revelou que as linhas claras e escuras tem origem em distúrbios em sua atmosfera, uma delas é a maior tempestade do sistema solar, chamada de grande mancha vermelha, maior que a própria Terra, é causada por um forte distúrbio na superfície do planeta, que força a atmosfera espessa a circular sobre ele.

Acima temos varias fotos, essas fotos podem ajudar a você a entender o tamanho do planeta, a três primeiras fotos em seqüência mostram uma comparação e a órbita de um satélite chamado Io fazendo sua translação ao redor do planeta, veja a comparação do planeta ao fundo com a Lua Io em primeiro plano e, sua sombra projetada no planeta! A pequena foto em destaque mostra a lua Io, e a seta indica indícios de atividade vulcânica na Lua, uma pluma de fumaça e lava aparece !

Principais características

Distância máxima do Sol ( milhões de Km )

815,7

Distância mínima do Sol  ( milhões de Km )

740,9

Distância média do Sol    ( milhões de Km )

778,9

Diâmetro equatorial ( Km )

142.800

Diâmetro polar ( Km )

133.400

Velocidade orbital ( Km/s )

13,1

Volume ( relação À terra )

131.600

Massa ( relação à terra )

31.790

Densidade ( em relação à água )

1,3

Gravidade

264

Temperatura ( centigrados )

-150

Atmosfera

hidrogênio, hélio

Satélites

16

Translação

12 anos

Rotação

10 horas


Hubble Views Ancient Storm in the Atmosphere of Jupiter

 

Satellite Footprints Seen in Jupiter Aurora


 Júpiter é praticamente um sistema solar em miniatura, possui 16 satélites, 4 dos quais podemos ver aqui da Terra, são os chamadas satélites Galelianos, descobertos por Galileo e onde se baseou para confirmar que a Terra girava em torno do Sol.


São eles Europa, Io, Ganimedes e Calisto.
O que vemos na verdade quando olhamos Júpiter é a sua atmosfera, o planeta esta envolvido nessa camada gigantesca de poeira e gás, entre essas nuvens existe um globo que é impossível de ser visto, mesmo fato ocorre com Saturno, Urano e Netuno.


Uma das principais características de Júpiter é a sua grande mancha vermelha, visível com um telescópio refletor de 110mm já se pode observá-la. Trata-se de uma região com muitos distúrbios na superfície do planeta, que força a atmosfera espessa a circular sobre ele. Mas essa é uma das muitas teorias à respeito da mancha vermelha.

SEUS SATÉLITES:

Atualmente uma das coisas que mais chama a atenção dos astrônomos do mundo todo são as Luas de Júpiter, a sonda Galileo desde 1994 estudando as principais luas de Júpiter, uma delas é IO, é o globo que apresenta a maior atividade vulcânica do sistema solar.

Atualmente uma das coisas que mais chama a atenção dos astrônomos do mundo todo são as Luas de Júpiter, a sonda Galileo desde 1994 estudando as principais luas de Júpiter, uma delas é IO, é o globo que apresenta a maior atividade vulcânica do sistema solar.

Nessa foto acima de Io, podemos ver claramente a atividade vulcânica, cada ponto vermelho representa um vulcão em erupção, suas proporções são muito maiores do que qualquer atividade vulcânica da Terra. Abaixo, mais fotos de Io.


Mas de todas as luas de Júpiter, é Europa que guarda as maiores surpresas. Desde as voyagers já se acreditava da existência de água na lua, mas foi com a atual sonda Galileo que a informação se confirmou.
   O melhor de tudo é que, abaixo de uma camada espessa de gelo, pode existir um enorme oceano e, com isso, poderia existir vida!

 

 

O que temos agora é uma grande seqüência da Lua Europa, esta lua é a que desperta atualmente a atenção de diversos astrônomos, pois, sua constituição de gelo, pode esconder abaixo de sua espessa camada de gelo, um gigantesco oceano de nada mais de 100Km de profundidade. O fundo desse oceano, poderia estar sendo esquentado por gases quentes que podem sair de orifícios no fundo do mar, algo semelhante ocorre aqui na Terra.

Acima, uma foto não muito detalhada, nela já podemos ver o gelo e algumas estrias que estão mais detalhadas abaixo.

Essa seqüência de faixas, que mais parecem uma rodovia mas obviamente não é, são causadas por causa da água quente que emana do subsolo ou do oceano abaixo, a água passa pelo gelo derretendo-o e vai para as laterais, formando uma linha central e duas saliências laterais.

Acima, uma imagem de alta resolução tirada pelo sonda Galileo que atualmente sobrevoa as luas,a riqueza de detalhes é enorme, podemos ver com detalhes as estrias.

Acima, uma região que parece que se derreteu e depois, se congelou, ou sofreu distúrbios localizados, parecido com um lago.

Essa imagem colorida mostra detalhes maiores das estrias, a proximidade com o planeta Júpiter também pode causar em Europa o mesmo que ocorre em Io, ou seja, o planeta expande e se contraí, em Io isso causa atividades vulcânicas e, em Europa pode estar causando algumas dessas fissuras no gelo.


Conheça o Ache Tudo e Região  o portal de todos Brasileiros. Coloque este portal em seus favoritos. Cultive o hábito de ler, temos diversidade de informações úteis ao seu dispor. Seja bem vindo, gostamos de suas críticas e sugestões, elas nos ajudam a melhorar a cada ano.


Faça parte desta comunidade, venha para o
Ache Tudo e Região


PUBLICIDADE


Copyright © 1999 [Ache Tudo e Região]. Todos os direitos reservado. (Politica de Privacidade). Revisado em: 05 março, 2014. Melhor visualizado em 1280x800 pixel