Pesquisar

Meio Ambiente

Endereços úteis

Anuncie

Bate Papo

HOME

Lixo Recicle Classificados Astronomia Desaparecidos Noticias Fale Conosco

Serviço

O que é Astronomia
Plutão
Mercúrio
Vênus
Terra
Lua
Marte
Ceres
Júpiter
Saturno
Urano
Netuno
Caronte
Xena
Cometas
Galáxia
O Sol
Asteróide

Gerais

Sistema Solar
Formação do Sistema Solar
Novo Sistema encontrado
Galeria de Fotos
Isaac Newton
Galileu Galilei
Nicolau_Copérnico
Edmund Halley
Teorias de Isaac Newton
Cinturão_Kuiper
Meio Interestelar
Teoria Sobre Estrelas
Eclipses do Sol e da Lua
Hambúrguer de Estrela
Nascimento Super Nova
Colisão de Galáxias
Extraterrestre

Novidades da Ciência

Noticias de ciências
Diâmetros e massa
As 50 estrelas mais brilhantes
Buraco Negro
Leônidas
Quaosar
Quasar
Radiação Solar
Astronomia na Antiguidade
Chuvas de Meteoros
Curiosidades da Terra
Ozônio
Radiação
Forças gravitacionais
Sites de Astronomia
Fotos recentes
Novidades Astronomia
 
 

Estrutura da Terra

 
 

Paulo Araújo Duarte. Professor de Astronomia do Departamento de Geociências da Universidade Federal de Santa Catarina.

  • Diâmetro equatorial: 12.756,28 km.  Valor adotado em 1976 pela União Astronômica Internacional (UAI) e pela União de Geodésia e Geofísica Internacional (UGGI) após medições com equipamentos modernos. 
  • Diâmetro polar: 12.713,5 km 
  • Densidade: 5,52 
  • Satélites: 1 (Lua) 
  • Distância ao Sol:  1 Unidade Astronômica (Em torno de 150 milhões de quilômetros) 
  • Área total do planeta: 510,3 milhões km2 
  • Área das terras emersas: 149,67 milhões km2  ( 29,31% ) 
  • Área dos mares e oceanos: 360,63 milhões km2 ( 70,69% ) 
  • Área do Oceano Pacífico: 179,25 milhões km2, incluindo Mar da China Meridional, Mar de Ojtsk, Mar de Bering, Mar do Japão, Mar da China Oriental e Mar Amarelo   ( 49,7% das águas ) 
  • Área do Oceano Atlântico: 106,46 milhões km2, incluindo Oceano Ártico, Mar do Caribe, Mar do Norte,  Mar  Mediterrâneo, Mar da Noruega, Golfo do México, Baia de Hudson, Mar da Groenlândia, Mar Negro e Mar Báltico     ( 29,5% das águas ) 
  • Área do Oceano Índico:  74,92 milhões km2, incluindo Mar da Arábia, Golfo de Bengala e Mar Vermelho ( 20,8% das águas ) 
  • Profundidade média dos oceanos: 3.795 m 
  • Volume total das águas do planeta: 1,59 bilhões km3 
  • Circunferência da Terra no equador: 40.075 km 
  • Circunferência da Terra nos trópicos: 36.784 km 
  • Circunferência da Terra nos círculos polares: 15.992 km 
  • Circunferência da Terra nos meridianos: 40.003 km 
  • Diferença entre as circunferências equatorial e meridional: 72 km 
  • Velocidade orbital média: 29,79 km/segundo 

 

  • Idade da Terra: Em 1654, um arcebispo irlandês calculou, com base em textos bíblicos, que a Terra teria se formado às 9 horas do dia 26 de outubro de 4.004 a.C.  Hoje, sabemos que a Terra tem em torno de 4,5 bilhões de anos.  O Big bang teria ocorrido há 15 bilhões de anos atrás; as Galáxias teriam se formado há 13 bilhões de anos; as Primeiras estrelas teriam surgido há 10 bilhões de anos; o Sol teria se formado há 5 bilhões de anos; e a Terra há 4,5 bilhões de anos. 

  • Estrutura da Terra

    • Atmosfera: camada gasosa que vai até cerca de 1.000 km de altura 

    • Hidrosfera: conjunto das massas d'água, ocupando em torno de 70% da superfície 

    • Litosfera: camada superificial sólida, cuja espessura varia de 5 a 10 km sob os oceanos e de 25 a 90km     nos continentes 

    • Manto: camada pastosa abaixo da litosfera ou crosta. Tem 2.900 km de espessura. Os elementos          predominantes são: silício, alumínio, ferro, magnésio. A temperatura varia de 870°C junto à crosta até          2.200°C junto ao núcleo 

    • Núcleo: região interior da Terra, composta de ferro e níquel derretidos. A temperatura varia de 2.200°C a  5.000°C no interior. A parte central é formada de níquel e ferro em estado sólido devido às grandes           pressões 

    Atmosfera: Formada basicamente de Nitrogênio 78,084%, Oxigênio 20,946%, Argônio 0,934%, Outros gases  0,036% 

    • Divisão pelo critério térmico: 

      • Troposfera: vai até 12km de altura. Temperatura de 20°C a -60°C. Gradiente térmico negativo. Aviões a jato e balões andam por esta região 

      • Estratosfera: vai de 12 a 50 km de altura. Temperatura de -60°C a -5°C. Gradiente térmico positivo. É onde fica a Camada de Ozônio. Nela também chegam os Balões Meteorológicos, Aviões Supersônicos, Nuvens geradas por explosões atômicas e Matéria de erupções de vulcões 

      • Mesosfera: vai de 50 a 80 km. Temperatura de -5°C a -95°C. Gradiente térmico negativo. Nela ocorrem as reflexões das ondas de rádio 

      • Termosfera: vai de 80 a 500 km. Temperaturas de -95°C a 1000°C. Gradiente térmico positivo. Auroras polares, Nuvens noctilucentes. Reflexão das ondas de rádio 

      • Exosfera: vai de 500 a 800 km. É a região que antecede o espaço sideral e onde ficam muitos dos satélites artificiais. As moléculas gasosas começam a libertar-se da gravidade terrestre. 

      •  

 

 

Deriva dos continentes

  • Há 400 milhões de anos havia o Pangea, que reunia todas as terras num único continente 
  • Há 225 milhões de anos o Pangea se parte no sentido leste-oeste, formando a Laurasia ao norte e Gondwana ao sul. 
  • Há 60 milhões de anos a Terra assume a atual conformação e posição dos continentes. 
  • Atualmente, a África e a América do Sul se afastam 7 cm por ano, ampliando a área ocupada pelo oceano Atlântico.  O mar Vermelho está se alargando. A África migra na direção da Europa. A região nordeste da África está se partindo. 

  • Placas tectônicas: são os vários blocos em que a crosta está dividida. São separadas por grandes fendas vulcânicas em permanente atividade no fundo do mar, por onde o magma sobe para a superfície adicionando novos materiais à crosta, o que expande o fundo do mar e movimenta os blocos que formam a superfície em diferentes direções.   Ao se movimentar, as placas se chocam entre si e provocam alterações no relevo. Em cada choque, a placa que apresenta menor viscosidade (mais aquecida) afunda sob a mais viscosa (menos aquecida). A parte que penetra tem o nome de Zona de Subducção. 
  • Formação do relevo: o relevo da Terra é influenciado pela ação de vários agentes que são responsáveis pela sua formação, desgaste e modelagem. Alguns agentes são internos e outros externos. Os principais são: 
    • Agentes internos:  vulcanismo, tectonismo, abalos sísmicos. 
    • Agentes externos: ventos, chuvas, insolação, marés, animais, vegetação, ação do homem. 
  • Pontos mais altos do planeta
    • Na Ásia: Everest, no Nepal/China (8848 m );  K2,  no Paquistão/China (8611 m );  Kanchenjunga, no Nepal/India (8597 m) 
    • Na América do Sul: Aconcágua (6959 m Argentina/Chile), Ojos del Salado (6880 m Argentina/Chile) 
    • Na América do Norte: McKinley (6194 m Alasca), Logan (5959 m Canadá) 
    • Na África: Kilimanjaro (5895 m  Tanzânia) 
    • Na Europa: Monte Elbrus (5642 m   Rússia),    Mont Blanc  (4807 m    França/Itália) 
  • Extremos geográficos
    • Local mais chuvoso: monte Waialeale (Hawai, EUA) 11.680 mm anuais (Média de 974mm por mês). Chega a chover 350 dias por ano. 
    • Local mais seco: Deserto de Atacama, no Chile. Sem chuva durante 1571 anos (de 400 a 1971) 
    • Local mais quente: El Azizia, na Libia, com 58°C em 13/set/1922 
    • Local mais frio: Estação Vostok, na Antártica, com -89,2°C em 21/jul/1983 
  • Principais movimentos da Terra
    • 1- Rotação: em torno do próprio eixo em 23h 56min 4s. De Oeste para Leste. Velocidade de 1670 km/h no equador ou 0,47 km/s 
    • 2- Revolução: em torno do Sol em 365d 5h 48min 45,97s  (365d 6h).  Velocidade  de 107.000 km/h ou  29,79 km/s. Com o eixo de rotação inclinado 23°27’ em relação ao eixo da eclíptica 
    • 3- Precessão: O eixo da Terra faz um círculo em torno do eixo da eclíptica no período aproximado de 26 mil anos, fazendo com que mude a posição dos polos celestes. Há 4 mil anos, o polo norte estava próximo da estrela alfa Draconis. Hoje está a 1 grau da Estrela Polar ou alfa da Ursa Maior. Dentro de 12 mil anos estará próximo à estrela Vega ou alfa de Lira. Este movimento faz mudar também a posição do Ponto Gama por entre as constelações zodiacais. Hoje, o Ponto Gama está na constelação de Peixes (Era de Peixes), entrando em Aquário mais ou menos no ano 2.600 
    • 4- Excentricidade da órbita: o movimento de revolução da Terra às vezes é mais achatado e outras vezes mais circular. Há 108 mil anos, era 3 vezes mais achatado do que hoje. Dentro de 24 mil anos, a excentricidade atingirá o seu mínimo, quando a órbita da Terra será quase um círculo. 
    • 5- Deslocamento do Periélio: faz-se em 21 mil anos. Motivo: influências gerais dos planetas. O eixo maior da órbita da Terra (linha dos apsides) se desloca, fazendo com que o periélio e o afélio se mova também. A passagem de um periélio retornará à mesma data a cada 21 mil anos. Atualmente ocorre a 2 de janeiro. Daqui a 6.400 anos ocorrerá no equinócio de outono; daqui a 11.500 anos, no solstício de inverno; e dentro de 21 mil anos, novamente a 2 de janeiro, no solstício de verão. 
    • 6- Variação da Obliqüidade: movimento de balanço que o eixo da Terra faz, chegando a um máximo de 24°30' e mínimo de 22° . Hoje, o eixo da Terra está inclinado 23° 27’ em relação ao Eixo da Eclíptica, decrescendo 47" por século. É um movimento que ocorre por causa de perturbações provenientes da ação conjunta dos planetas e do Sol ao longo da órbita anual de nosso planeta. 
    • 7- Nutação: parecido com a precessão dos equinócios, só que em escala bem menor, fazendo o eixo da Terra descrever uma pequena elipse em cerca de 18 anos e 7 meses.
      8-  Perturbações planetárias: movimentos irregulares e pouco previsíveis que podem ser provocados pela força gravitacional de outros planetas, principalmente Vênus e Júpiter.
      9-  Movimento do Centro de Massa Terra-Lua: trata-se do giro que faz o centro de massa do sistema Terra-Lua em torno do Sol.
      10-. Movimento em torno do Centro de Massa do sistema solar: movimento de revolução ou translação que a Terra faz em torno do centro de massa do sistema solar (centro de massa que existe entre o Sol e todos os seus planetas).
      11- Movimento de marés: trata-se da contração e descontração do globo terrestre em razão da força gravitacional da Lua e do Sol.
      12-  Rotação da nossa galáxia: a Via-Láctea gira em torno de seu centro, fazendo uma volta completa em torno de 250 milhões de anos. Assim, o Sol e todos os planetas (inclusive a Terra) giram também em volta do centro da galáxia.
      13- Translação da nossa galáxia: como todo o universo está em expansão, nossa galáxia também viaja no espaço. Assim, a Terra e todos os demais planetas, inclusive Lua e Sol, estão se deslocando junto com a Via-Láctea.
      14-  Variação dos Pólos: seria uma variação da posição dos pólos da Terra em razão de algumas causas, como o deslocamento das placas tectônicas. (?) Apesar de que conste em algumas obras, não concordo que este seja um movimento propriamente dito de nosso planeta, pois trata-se  de deslocamento dos seus pólos geográficos por algumas causas, como a movimentação das placas tectônicas e do núcleo de nosso planeta. Então, não se trata de um movimento do planeta e sim variações da posição do eixo magnético que não são causadas por balanço do planeta. Creio que este movimento não deveria ser considerado


O furacão Yuri em 1991

  • Eras Geológicas. Segundo Viktor Leinz e Josué Camargo Mendes, o quadro cronológico que reflete os vários momentos da história geológica da Terra é o seguinte: 
  •  
     
    ERA PERÍODO ÉPOCA TEMPO
      Quaternário Holoceno 25 mil anos atrás
        Pleistoceno 1 milhão
    Cenozóica ============= ============= =============
      Terciário Plioceno 12 milhões
        Mioceno 23 milhões
        Oligoceno 35 milhões
        Eoceno 55 milhões
        Paleoceno 70 milhões
    ============= ============= ============= =============
      Cretáceo   135 milhões
    Mesozóica Jurássico   180 milhões
      Triássico   220 milhões
    ============= ============= ============= =============
      Permiano   270 milhões
      Carbonífero   350 milhões
    Paleozóica Devoniano   400 milhões
      Siluriano   430 milhões
      Ordoviciano   490 milhões
      Cambriano   600 milhões
    ============= ============= ============= =============
    Pré-Cambriana ou Arqueozóica     Anterior a 600 milhões de anos
  • Glaciações: a Terra já passou, pelo menos, por 3 grandes períodos glaciais. 
    • No período Pré-Cambriano, anterior a 600 milhões de anos; 
    • No Paleozóico Superior, entre 600 e 225 milhões de anos atrás; 
    • No Pleistoceno, entre 1,8 milhões de anos até 11 mil antes do presente. Este período ficou conhecido por "idade das glaciações"; 
    • Contudo, sabe-se também que a Terra deve ter passado por períodos glaciais de curta duração, como foi o caso da chamada "Pequena Era Glacial" que ocorreu entre os anos de 1645 e 1715 de nossa era. 
  • Estações do ano no hemisfério sul
    • Verão (21/dez a 21/mar) 
    • Outono (21/mar a 21/jun) 
    • Inverno (21/jun a 23/set) 
    • Primavera (23/set a 21/dez) 
  • Alguns aspectos humanos
    • População mundial: 5,8 bilhões em 1997 
    • Taxa de crescimento demográfico: 1,6% ao ano 
    • A população mundial cresce na proporção de 1 bilhão a cada 11 anos 
    • Expectativa média de vida: 65 anos.  A mais baixa está nos países do sul do Saara, que é de 52 anos. 
    • Mortalidade infantil média no mundo: 13,5% entre as nascidas vivas.  Nos países desenvolvidos é 1,1%. 
    • Na África Central é de 17,5%. 
    • Concentração urbana: 45% da população mundial vive em cidades. Nos países desenvolvidos, 73% vivem em cidades. Nos países pobres temos 35% da população vivendo em cidades. 
    • A Organização das Nações Unidas (ONU) diz que 1/5 da população de países em desenvolvimento passa fome, enquanto que 1/4 da população não tem acesso a facilidades básicas, como água potável, e 1/3 vive em absoluta pobreza. 
    • Número de nascimentos no mundo: 
      • Por ano: 86.000.000  (projeção da ONU para o período de 1996 a 2015) 
      • Por mês: 7.166.667 
      • Por semana: 1.791.667 
      • Por dia:  255.953 
      • Por hora:  10.665 
      • Por minuto:  178 
      • Por segundo:  3 
       FONTES CONSULTADAS

ALMANAQUE ABRIL multimídia. São Paulo, Editora Abril, 1995
ALMANAQUE ABRIL multimídia. 4. edição. São Paulo, Editora Abril, 1997
ALMANAQUE ABRIL. São Paulo, Editora Abril, 1998
AYOADE, J. O. Introdução à climatologia para os trópicos. São Paulo, Difel, 1986
LEINZ, Viktor, MENDES, J. C.. Vocabulário Geológico. São Paulo, Cia Editora Nacional, 1963
LEINZ, Viktor, AMARAL, S. E. do. Geologia Geral. São Paulo, Cia Editora Nacional, 1966
MATSUURA, Oscar T.  Atlas do universo. São Paulo, Scipione, 1996
MOURÃO, Ronaldo R. de F. Anuário de Astronomia 1993. Rio de Janeiro, Francisco Alves, 1992
MOURÃO, Ronaldo R. de F. Anuário de Astronomia 1996. Rio de Janeiro, Bertrand Brasil, 1996
MOURÃO, Ronaldo R. de F. Anuário de Astronomia 1997. Rio de Janeiro, Bertrand Brasil, 1997
MOURÃO, Ronaldo R. de F. Anuário de Astronomia 1998. Rio de Janeiro, Bertrand Brasil, 1998
MOURÃO, Ronaldo R. de F. Anuário de Astronomia 1999. Rio de Janeiro, Bertrand Brasil, 1999
MOURÃO, Ronaldo R. de F. Da Terra às Galáxias. Petrópolis, Vozes, 1984
PERSPECTIVES ON AN OCEAN PLANET.  Califórnia, Topex/Poseidon, 1995. Multimídia
POPP, José Henrique. Geologia Geral. São Paulo, LTC, 1987 
TUBELIS, A., NASCIMENTO, F. J. Lino do. Meteorologia descritiva. São Paulo, Nobel, 1986
VIANELLO, Rubens Leite, ALVES, Adil R. Meteorologia básica e aplicações. Viçosa, UFV, 1991

 

 

 

Conheça o Ache Tudo e Região  o portal de todos Brasileiros. Coloque este portal nos seus favoritos. Cultive o hábito de ler, temos diversidade de informações úteis ao seu dispor. Seja bem vindo , gostamos de suas críticas e sugestões, elas nos ajudam a melhorar a cada ano.

Faça parte desta comunidade, venha para o Ache Tudo e Região

 

 
 

 

Copyright © 1999 [Ache Tudo e Região]. Todos os direitos reservado. Revisado em: 30 abril, 2014. Não nos responsabilizamos pelo conteúdo expresso nas páginas de parceiros e ou anunciantes. (Privacidade e Segurança)