Home Pesquisar Endereços úteis Meio Ambiente Astronomia Recicle Classificados Dinossauros Anuncie Noticias Fale Conosco

HOME

 
Metais
Papel
Perigosos
Plásticos
Vidro
Entulho
Orgânicos
Borracha pneus
Maquinários
Preços de material
 

Recicladores

 
ABS
Alumínios
Baterias
Borracha pneus
Bombonas
Cartuchos de Tintas
Coco
Eletroeletrônicos
Embalagens
EVA
ESP - Isopor
Lampadas comuns
Lâmpadas Fluorescentes
Longa Vida
Madeira
Matéria Orgânica
Metais Ferrosos
Nylon
Óleo Lubrificante
Óleo Vegetal
Outros
Outros Metais
Papel
Papelão
PEAD
PEBD
PET
Pilhas
Plásticos Filme
Plásticos
PP
PS
PVC
Serragem
Solvente
Tambores
Tecidos
Tintas
Vidros
Lixo Tecnológico
Lixo sem dono
Lixo Hospitalar
Poluição em geral
 

Serviço

 
Árvore
Bolsa de valores Dólar Euros
Carta ao Leitor
Ciência
Culinária
Desaparecidos
Descobrimento do Brasil
Emissoras de Rádios
Endereços Uteis
Historia do Brasil
Globalização
Lixo Recicle
Mandamentos
Mapa do Brasil
Meio Ambiente
Mulher
Musicas
Paises
Plantas Medicinais
Piadas
Política
Olimpíadas
Sexo
Site uteis
Truques do amor
Vídeos
Jogos
Noticias Gerais
Nossa Historia
 
POLUIÇÃO DO MAR
Poluição do Ar Veja solos
   



Poluição Atmosférica Poluição do Rios  

 

 

Não existem mistérios acerca da poluição dos mares. O pior problema, atualmente, é o enorme despejo de esgoto (não tratado) e de efluentes industriais, sem qualquer preocupação com as possíveis consequências.

Isso foi dito por Stjepan Kecknes, diretor do Centro de Programas de Atividades Oceânicas e Costeiras do PNUMA - Programa das Nações Unidas para o Meio Ambiente -, cuja tarefa é auxiliar na limpeza dos mares do nosso planeta.

Oitenta e cinco por cento dos 20 bilhões de toneladas de material poluente despejados anualmente nos oceanos provêm dos continentes. Noventa por cento desse material permanece na área costeira, criando sérios problemas ambientais e de saúde. Neste capítulo, veremos como os mares se tornam poluídos e quais os prejuízos que isso acarreta.

O Brasil joga praticamente 100% de seu lixo nos rios e mares, não há registros de cidades que reciclam totalmente seu lixo, e também não trata do seu esgoto 100%.

Em questões de lixo, Brasil se iguala ao Haiti e China comunista, sendo um dos mais sujos do planeta.

Em todo o mundo, grande quantidade de esgoto doméstico é despejada no mar, mas somente uma parte é previamente tratada. O oxigênio e as bactérias do mar ajudam bastante a neutralizar o esgoto, tornando-o inofensivo e permitindo que seja usado por animais e plantas. Afinal de contas, o mar está repleto de animais que produzem detritos durante todo o tempo. Contudo, a quantidade de resíduos que pode ser despejada nele é limitada.

Resíduos de fertilizantes fosfatados no Togo, oeste da África, são bombeados diretamente no mar. É um método barato de se livrar deles, mas quanto o mar poderá recebê-los antes de começar a sofrer danos?

O número de pessoas que vivem em cidades litorâneas está crescendo em todo o nosso planeta, e mais esgoto é produzido sem que o mar possa processá-lo. Tecnicamente, tratar os esgotos antes de lançá-los no mar não é um problema, mas custa caro.

As nações em desenvolvimento, em particular, ressentem-se da falta de recursos financeiros para construir estações de tratamento em número suficiente. No Sudeste Asiático, onde essas estações são poucas, o problema é mais sério ainda. Mesmo as nações ricas freqüentemente relutam em gastar dinheiro com estações de tratamento e, assim, os esgotos acabam sendo lançados nas praias, o que não é somente desagradável, mas constitui um grave risco para a saúde.

 

O gráfico mostra como os resíduos agrícolas passam para os regatos e rios, seguindo o seu caminho até o mar.

Muitas cidades do mundo são densamente povoadas e possuem indústrias pesadas. Uma grande quantidade de despejos industriais é lançada diretamente no mar ou chega até ele através dos rios nos quais é despejada.

Enquanto o esgoto doméstico é orgânico e pode ser reciclado pelo mar, grande parte do esgoto industrial é inorgânica, não se decompondo facilmente e permanecendo inalterada. Gradualmente, esses dois tipos de esgotos se somam, causando cada vez mais poluição.

Mais de 100 mil produtos químicos diferentes têm como destino final o mar e, com freqüência, ninguém sabe quais serão as conseqüências. A maior parte permanece nas águas costeiras, porém, como o oceano é um vasto sistema móvel, os compostos químicos vão lentamente se espalhando por ele. Ainda não se sabe como esses produtos afetam a vida marinha.

Nem todos os resíduos originam-se diretamente das indústrias. Muitos produtos químicos provêm das casas e são despejados no sistema de esgoto. As chuvas carregam o óleo, a graxa e outras sujeiras das estradas, veículos e construções para os rios e deles para o mar. Além disso, a chuva que cai no mar está contaminada com poluentes atmosféricos oriundos das chaminés das fábricas, das unidades de aquecimento central e dos escapamentos dos veículos.

Quando o petróleo é derramado no oceano, forma uma mancha perigosa para os animais que vêm à superfície, como pássaros, focas e baleias. Os vazamentos de petróleo causam grande devastação no litoral. Em 1980, 50 mil aves marinhas morreram no estreito de Skaggerak, entre a Suécia e a Dinamarca, como resultado de um único vazamento de petróleo: quando elas tentavam limpar suas penas com o bico para remover o óleo, envenenavam-se. Poucas foram salvas e voltaram à sua vida natural, Uma vez limpo o mar, as populações podem se reconstituir em poucos anos, porém o sofrimento causado pela poluição é muito perturbador.

Lixo Radiativo: O tratamento do lixo radioativo necessita de uma atenção especial, porque a radioatividade pode causar câncer e alterar o desenvolvimento dos seres vivos. Alguns desses resíduos precisam ser guardados com segurança por muitos e muitos anos.

Antigamente, o mar era considerado o lugar ideal para se despejar um tipo de lixo, pois se achava que ninguém poderia ser prejudicado. Hoje, porém, sabe-se que não é assim.

O Mar da Irlanda foi afetado de modo diferente: a água contendo pequenas quantidades de material radioativo da usina de processamento nuclear de Sellafield está sendo despejada por um tubo dentro desse mar, prática que o tornou o mais radioativo do mundo.

O governo irlandês está pressionando para que a usina seja fechada, pois, segundo ele, o aumento dessa radiação no mar é a causa da elevação, acima do normal, dos casos de câncer em algumas comunidades costeiras. Mais recentemente, descobriu-se que grandes bolhas de ar que vêm à superfície contêm plutônio oriundo de Sellafield. Esse elemento passa do fundo do mar para a atmosfera, de onde pode ser impelido para a terra.

 

O grupo ambientalista Greenpeace atormentou navios que jogavam lixo radioativo no mar, em 1982. Isso gerou polêmica e fez com que esse despejo fosse proibido. Agora em 2011 o Japão joga, e continua jogando centenas de milhares de toneladas de resíduos mortais de suas usinas nucleares no mar.

Clique na imagem para aumentá-la

Os bifenóis policlorados (PCBs) são produtos químicos complexos usados na indústria elétrica. Podem tornar-se extremamente perigosos se penetrarem na atmosfera, por isso seu uso está sendo reduzido.

Contudo, eles atingiram o ambiente marinho e agora são encontrados no corpo de muitos animais. Cinco toneladas e meia de PCBs, da aparelhagem elétrica da plataforma de perfuração Piper Alpha, podem estar agora no Mar do Norte, depois do terrível acidente ocorrido em julho de 1988, que a destruiu. Quando é absorvido por um animal, o PCB não é eliminado de seu corpo, permanecendo nele. A cada nível mais elevado na cadeia alimentar, este se torna mais concentrado.

Esse produto químico pode reduzir a resistência do corpo a doenças, diminuir a capacidade de aprendizagem das crianças, danificar o sistema nervoso central, causar câncer e afetar os fetos.

O Estado de Nova Iorque tem gasto 27 milhões de dólares para limpar 12 km que se estendem pelo Rio Hudson, onde começa a contaminação pelos PCBs, devido aos riscos a que as pessoas estão sujeitas. O plâncton é a base de muitas cadeias alimentares. Se for atingido pela poluição, os efeitos poderão estender-se até o último elo dessas cadeias.




Proteger as árvores, animais, rios e mares é um dever de todos. Faça sua parte, todos seremos responsabilizados pelo que estamos fazendo de mal a natureza.  


Conheça o Ache Tudo e Região  o portal de todos Brasileiros. Coloque este portal em seus favoritos. Cultive o hábito de ler, temos diversidade de informações úteis ao seu dispor. Seja bem vindo, gostamos de suas críticas e sugestões, elas nos ajudam a melhorar a cada ano.



Faça parte desta comunidade, venha para o Ache Tudo e Região
 
PUBLICIDADE

Copyright © 1999 [Ache Tudo e Região]. Todos os direitos reservado. (Politica de Privacidade). Revisado em: 17 junho, 2014. Melhor visualizado em 1280x800 pixel